E tempo de ouvir o Sabiá Laranjeira (de madrugada)

Quem aí acorda e fica ouvindo o canto do Sabiá Laranjeira na madrugada? Na minha casa, costumo ouvir por volta das 4 horas da manhã. Às vezes parece que tem um só cantando, mas às vezes parece uma orquestra. Acho lindo e não me incomodo com esse canto da madrugada. Mas sei que algumas pessoas se incomodam bastante.

O canto madrugador do Sabiá-Laranjeira, que é a ave símbolo do Brasil, é uma adaptação que o pássaro fez para sobreviver na cidade. O período reprodutivo do sabiá vai de setembro a janeiro e o macho canta para atrair a fêmea. Por causa do barulho do ambiente urbano, eles começaram a cantar mais cedo para serem ouvidos. Segundo a pesquisadora Erika Hingst-Zaher, do Observatório de Aves do Instituto Butantan, experimentos mostram que em cidade com menos barulho os sabiás começam a cantar às 6 horas, enquanto em São Paulo começam por volta das 3 horas. “Esse mesmo fenômeno se repete com outros animais que dependem do canto para atrair uma fêmea”.

Ela conta sobre um experimento feito com sapos que vivem em poças d’água. Os pesquisadores estudaram o canto destes sapos em poças próximas e distantes de uma autoestrada. Aqueles que viviam em poças mais próximas do barulho cantavam mais alto e por mais tempo para terem sucesso na reprodução. “Isso é ruim para eles porque significa mais gasto de energia. E a energia que ele dispende cantando mais tempo ou mais alto é a energia que não terá disponível para reproduzir”. No caso dos sabiás, não há estudos mostrando que essa adaptação pode ter consequências ruins para eles. “Teria que ser feito um experimento para saber se o sabiá que canta mais cedo tem tido menos sucesso no número de filhotes, por exemplo”. Aparentemente, está tudo bem com osa sabiás porque eles continuam circulando e se reproduzindo.

Deixe uma resposta